Google Discovery | Google Talk | Discovery Music | Equipe


sábado, outubro 21, 2006

Google aumenta sua cota publicitária e ultrapassa Yahoo

Por Renê Fraga

O Google já havia anunciado na quinta-feira que seu lucro líquido no terceiro trimestre quase duplicou, com 733 milhões de dólares. Já as receitas provenientes da publicidade aumentaram em 70%, chegando a 2,6 bilhõesYahoo, que por muito tempo foi o queridinho do mercado, sofreu uma queda de 38% em seu lucro trimestral, de 158 milhões de dólares, e sua receita subiu apenas 19%, ficando em 1,58 bilhão de dólares. de dólares. O portal

"Compre Google", aconselharam na manhã de sexta-feira estusiasmados analistas da bolsa, que também aumentaram suas previsões para a cotação do Google.

Os elogios ao site de busca da internet abundavam nas notas especializadas da imprensa: "Resultados impressionantes", "melhor valor de internet", "capacidade até agora imprevisível de converter suas atividades em dinheiro".

"O Google cresce mais rápido do que o Yahoo graças a seus investimentos em tecnologia, que lhe permitem conhecer melhor seus clientes, ter mais capacidade para ganhar dinheiro com seus serviços e convencer seus associados, além de inovar mais rapidamente em novos setores (vídeo, publicidade local, telefonia móvel e software)", resumiu a corretora Merrill Lynch.

Em termos de capitalização na bolsa, o Google hoje é maior do que a própria IBM, e está em 16º entre os maiores grupos norte-americanos.

Há um ano, Google e Yahoo estavam empatados, cada um com 18% das receitas publicitárias da internet nos Estados Unidos.

Mas agora o Google capta 23%, contra 19% do Yahoo, segundo o instituto eMarketer, e deve terminar o ano com 25% do mercado.

<<>>

Yahoo vai comprar empresa de propaganda online AdInterax

A empresa de Internet Yahoo informou nesta terça-feira que irá comprar a AdInterax, uma companhia especializada em oferecer ferramentas para criar anúncios publicitários utilizando vídeo e outras tecnologias.

Os detalhes financeiros do acordo não foram revelados. O Yahoo irá oferecer essas ferramentas de graça, informou a companhia.

O acordo foi celebrado logo após o uso de vídeo ter decolado nos Estados Unidos, e vem na sequência da operação fechada pela concorrente Google de compra do serviço de vídeo online YouTube.

Marcadores:


Comentários: Postar um comentário



<< Home